CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER

CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER
Cerro Largo Futsal/Lojas Becker -Série Bronze 2017

domingo, 15 de abril de 2012

SÃO PAULO SEM ACERTO COM OSCAR.

O São Paulo já notificou ao Internacional que a proposta de R$ 7 milhões pelo meia Oscar foi recusada pelo presidente Juvenal Juvêncio. O diretor de futebol do Tricolor, Adalberto Baptista reafirmou o desejo do clube de aproveitar o jogador em seu elenco, e pede uma conversa com Oscar para saber qual sua vontade. Só depois de ouvir da boca do próprio atleta que sua intenção é não jogar pelo São Paulo, a diretoria poderá continuar as conversas com o Inter ou outros clubes interessados – segundo ele, há boas propostas do exterior.


Dirigentes de São Paulo e Inter estiveram reunidos por cerca de quatro horas na última quinta, quando o clube gaúcho formalizou a primeira proposta pelo jogador, a ser paga em três parcelas. No entanto, a cúpula tricolor esperava a participação do próprio Oscar na reunião, o que não ocorreu graças a um veto do Colorado. Assim, as negociações ficam paradas até o atleta se pronunciar.

– Já havia sinalizado para os participantes da reunião que a proposta, do ponto de vista financeiro, não seria aceita. Mas que a levaria ao conhecimento do presidente, para análise. Imediatamente a oferta foi refutada, e comuniquei ao Fernandão, ao advogado e ao empresário do atleta. Eles queriam que fizéssemos uma contra-oferta, mas falamos que só iremos oferecer jogador se ele externar pessoalmente para a diretoria o desejo de não vestir mais a camisa do São Paulo – disse Adalberto.

O São Paulo não quer negociar o jogador. Se receber uma proposta que julgue conveniente, podemos fazer negócio. A proposta foi muito baixa"Adalberto Baptista– Solicitei um encontro com o próprio Oscar, mas o Inter não está permitindo. Tínhamos certeza que ele estaria na reunião, mas não foi. A única coisa que pedimos é conversar com ele. O São Paulo não quer negociar o jogador. Se receber uma proposta que julgue conveniente, podemos fazer negócio. A proposta foi muito baixa - completou.

O técnico Emerson Leão abre as portas para o jogador e garante que Oscar teria espaço no time caso decida voltar a jogar pelo São Paulo. Apesar da saída turbulenta, Adalberto Baptista ainda vê “clima” para ele no Tricolor, e acha que tudo poderia ser resolvido com uma boa conversa. Caso não seja possível, revela ter propostas muito melhores que a do Inter vindas de clubes do exterior.

–Talvez hoje ele não externe a vontade de jogar no São Paulo, mas tem muitos amigos aqui no elenco, jogaram juntos na base, ainda trocam mensagens. Tenho certeza que, da vontade pessoal dele, teria desejo. Qual jogador não quer jogar no São Paulo? Com uma boa conversa colocamos tudo em pratos limpos e fica à disposição para jogar – afirmou o diretor, que pede mais que o valor da multa para abrir negociação.

- R$ 17 milhões é o valor da multa, mas o São Paulo não está negociando. Se for negociar, consideramos que vale mais que isso. Já existem sondagens no exterior, clubes que falam em 15 milhões de euros, 16 milhões, e até 18 milhões de euros. A multa é R$ 17 milhões, e caso ele queria rescisão, tem fazer o depósito - disse.

*www.globo.com*

Nenhum comentário:

Postar um comentário