CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER

CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER
Cerro Largo Futsal/Lojas Becker -Série Bronze 2017

terça-feira, 30 de abril de 2013

PUNIÇÃO A LUXA PODE SER DOPING GREMISTA.


"É nessas horas que o Grêmio cresce", diz diretor jurídico

Clube define suspensão de Luxemburgo como "grande surpresa" e vai recorrer

Clube define suspensão de Luxemburgo como grande surpresa e vai recorrer<br /><b>Crédito: </b> Pedro Revillion / CP memória
Clube define suspensão de Luxemburgo como grande surpresa e vai recorrer
Crédito: Pedro Revillion / CP memória
Informado oficialmente no fim da tarde desta segunda-feira sobre a rigorosa punição de seis jogos de punição mais multa de US$ 25 mil a Vanderlei Luxemburgo, cinco jogos mais US$ 10 mil ao zagueiro Douglas Grolli, e oito jogos mais 20 mil dólares ao auxílar técnico Emerson, o Grêmio vai recorrer.

Apesar da urgência do caso, o diretor jurídico do clube, Tiago Brunetto, usa um discurso otimista, evocando toda a tradição de superação de dificuldades do Grêmio: "É nesses momentos que o Grêmio cresce, contra tudo e contra todos".

Brunetto criticou a decisão da confederação. "Vemos como uma grande surpresa a punição da Conmebol, principalmente na comparação com as punições ao time chileno. O Grêmio recebeu agora à tarde essas punições e vai tomar as medidas necessárias para tentar reverter", afirmou o dirigente.

O dirigente alega que o time só se defendeu na confusão com o Huachipato, no Chile. "Nós vimos de onde partiram as agressões, os objetos lançados no campo, de quem eram os torcedores que estavam provocando. O Grêmio se comportou o tempo todo de forma defensiva, protegendo seus jogadores e comissão técnica.

O departamento jurídico do Grêmio se reúne na noite desta segunda para definir quais medidas serão adotadas. Em entrevista à Rádio Guaíba no início da noite, Brunetto ainda não sabia dizer se Luxemburgo poderá pelo menos comparecer ao estádio e assistir ao jogo das cabines. "É tudo muito recente, não cheguei a ter acesso à fundamentação das decisões. A princípio, não tem nada que o proíba de ter acesso ao estádio"

*Correio do Povo*

segunda-feira, 29 de abril de 2013

INTER PASSA PELO VERANÓPOLIS.

Inter x Juventude decidirão
a Taça Farroupilha no próximo domingp
em Caxias do Sul.

O Colorado gaúcho poderá se tornar
Campeão Gaucho de 2013 neste 
próximo dia 05 de maio.

Vencendo este segundo turno o
SCInternacional será o 
Campeão Gaúcho de 2013,
e colocará o 42º . troféu 
em sua galeria de titulos gaúchos.

domingo, 28 de abril de 2013

GRÊMIO FORA = INTER EM BUSCA DO TRI.

Com a desclassificação nos
penaltis neste sábado frente ao
Juventude o Grêmio facilitou a
vida do Inter , que caminha à
passos largos para a conquista do
TRI CAMPEONATO GAUCHO.

Uma vitória logo mais à tarde no
Centenário em Caxias do Sul
frente ao Veranópolis ,leva os
vermelhos para a decisão da 
Taça Farroupilha e a
conquista do Estadual 2013.

ACLE ENFRENTA HOJE O LAGOENSE.

A ACLE/MAIS MILK 
viaja  hoje à Lagoa Vermelha onde
irá enfrentar a equipe da Lagoense.

Com nova diretoria a equipe
Cerrolarguense vai em busca dos
seus primeiros pontos no Estadual.

A delegação viaja às 10 da manhã
com vistas este jogo.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

VERBAS DE TV-ESTUDO SOBRE FUTEBOL BRASILEIRO.


Mesmo desigual, futebol brasileiro foge de 'espanholização' e caminha para modelo inglês
Bruno Doro e Rodrigo Farah 
Do UOL, em São Paulo

Em 2011, os clubes brasileiros passaram a negociar individualmente quanto receberiam da TV pela transmissão de seus jogos. O resultado disso foi que Corinthians e Flamengo passaram a ganhar muito, mas muito mais do que seus rivais. Especialistas logo alertaram contra a “espanholização” do futebol nacional, lembrando que Barcelona e Real Madrid concentram 55% da arrecadação dos clubes espanhóis. O UOL Esporte, no entanto, teve acesso a um estudo que mostra o Brasil mais próximo de outro gigante europeu: a Inglaterra.
“A minha primeira hipótese era de que caminhávamos em direção ao modelo espanhol, que conta com a polarização Real e Barcelona. Mas o estudo mostrou que estamos muito mais próximos da situação inglesa. E o motivo para isso são as características dos clubes brasileiros”, analisa Amir Somoggi, especialista em marketing e gestão esportiva e autor do estudo. “Corinthians e Flamengo realmente recebem mais das TVs e isso faz com que seu potencial de patrocínio seja maior, mas a distância para os outros não é tão grande, graças a ações de marketing que equilibram um pouco essa balança”, completa.
O modelo espanhol

O futebol espanhol vive um momento único em sua história. A sua seleção é considerada a mais forte do mundo e seu campeonato nacional ganhou uma escala global de audiência. Tudo graças ao fortalecimento de seus dois principais clubes: Barcelona e Real Madrid. O problema é que esse fenômeno não foi seguido pelos demais clubes.
Em 2002, Barça e Real arrecadavam 38% do total gerado pelos 20 clubes do Campeonato Espanhol. Em 2012, essa marca deve atingir os 55%. “O processo de concentração de receitas nas mãos de apenas dois clubes foi prejudicial para a Liga como um todo, que se enfraqueceu. A diferença dos dois gigantes em valores arrecadados em comparação com os demais clubes é gigantesca. Nenhuma Liga do futebol mundial tem tamanha concentração de riqueza em apenas dois clubes”, analisa Somoggi.
A arrecadação total do futebol espanhol, em 2002, estava na casa dos 776 milhões de euros. Em 2012, pulou para 1,8 bilhão, um aumento de 134%. No mesmo período, Barça e Real aumentaram sua arrecadação em 242% (de 291 milhões para 996 milhões). E a diferença para os demais clubes chegou a um patamar insustentável: enquanto Real fatura 480 milhões e o Barcelona, 451 milhões, o Valencia, terceiro colocado na lista, ganha apenas 120 milhões de euros.
A situação brasileira

Esse abismo não aparece no futebol brasileiro. Mesmo com Corinthians e Flamengo ganhando muito mais com TV do que seus rivais, a diferença de arrecadação é menor. Em 2011, por exemplo, os dois clubes receberam, somados, R$ 206 milhões (R$ 112 mi do Corinthians, R$ 94 mi do Fla) da Globo. O terceiro clube da lista, o São Paulo, recebeu apenas R$ 67 milhões, mais de 40% a menos do maior valor.
Em arrecadação total, somando bilheterias e ações de marketing, no entanto, a diferença é bem menor. O São Paulo foi o segundo time que mais ganhou no país em 2011, com R$ 226 milhões, contra R$ 290 mi do Corinthians. O mesmo acontece com o Internacional, terceiro da lista: mesmo recebendo da TV apenas R$ 51 milhões em 2011, arrecadou R$ 198 mi na temporada. O Flamengo, segundo na lista de TV, é só o quinto em arrecadação, com R$ 185 milhões.
“As ações de marketing fazem a diferença. E o Internacional é o maior exemplo disso. Tem um programa de sócio torcedor muito organizado e, com isso, consegue arrecadar mais em bilheteria do que o Corinthians, que tem uma torcida muito maior. Em contra-partida, o Flamengo nem mesmo tem um programa de sócio torcedor ativo”, analisa Somoggi.
O modelo inglês

Esse equilíbrio que o Brasil mostra aproxima o modelo verde-amarelo muito mais ao que acontece na Inglaterra, que conta com um grupo de quatro ou cinco clubes grandes. Na última versão do relatório Football Money League, informativo da consultoria Deloitte sobre a movimentação financeira do futebol, oito clubes ingleses aparecem entre os 20 mais ricos da Europa - cinco deles entre os dez primeiros.
A explicação para tantos times fortes economicamente é, justamente, a divisão das cotas de TV. Por lá, a negociação é coletiva: os times recebem cotas básicas iguais, mas o valor sobe de acordo com rendimento e número de partidas televisionadas. Com isso, os times grandes recebem mais, mas o sistema da meritocracia garante que a diferença não seja esmagadora, como no caso espanhol.
“É um modelo muito mais racional do que o brasileiro. O ideal era adotar a postura alemã. Na Bundesliga, a divisão é igual e você tem, tirando o Bayer de Munique, um equilíbrio muito maior nas finanças”, fala Somoggi.
Preocupação com o futuro
Apesar do cenário não ser tão negro quanto na Espanha, o Brasil ainda vive uma concentração de poder na mão de poucos clubes. E isso já está evidente nos resultados recentes dos campeonatos nacionais. Desde 2003, quando o modelo de pontos corridos foi adotado, times do estado de São Paulo levaram o título seis vezes (três do São Paulo, dois do Corinthians e um do Santos). Clubes cariocas foram campeões três vezes (Fluminense, duas, e Flamengo, uma) e Minas Gerais, com o Cruzeiro em 2003, só tem um título.
Isso já é resultado da divisão de finanças desigual: os quatro grandes de São Paulo, por exemplo, abocanharam, em 2011, 38% do total que os 20 clubes mais ricos do país arrecadaram no ano. Já os quatro grandes do Rio de Janeiro, pouco mais de 20%. Isso quer dizer que 40% dos times ficaram com quase 60% da arrecadação.
“Estamos indo na contramão do resto do mundo. Nesse modelo, a tendência à concentração é inequívoca. E o problema é que não é só na TV que isso está sendo usado. Em outras receitas também. A criação do sócio-torcedor com a Ambev vai nessa direção. Os maiores ganham mais benefícios e isso gera diminuição das torcidas dos menores. Uma parte dessa diferença é quase incontrolável. É questão de mercado e acontece no mundo inteiro. Mas nós estamos acelerando este processo”, analisa Fernando Ferreira, da Pluri Consultoria, especializada em análises do mercado do futebol nacional.
Com esse panorama traçado, os clubes admitem que o risco de uma polarização extrema assusta. Um dirigente ouvido pela reportagem, que pediu para não ser identificado, admitiu que foi contra a implementação do modelo de negociação individual das cotas de TV. “Não há como esse modelo ser bom. Você pode ganhar mais a curto prazo, mas só vai aumentar a distância para a concorrência. E você precisa de times fortes para ter um campeonato forte. E só com um campeonato forte você passa a valer mais. Fui contra na época e continuo sendo contra agora”, disse o cartola.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

DATAS DOS JOGOS DO GRÊMIO CAUSAM PREOCUPAÇÃO!



Confusão de datas na Libertadores preocupa direção do Grêmio



Ofício da Conmebol divulgado na Colômbia manteve jogo entre Santa Fé e  Grêmio para dia 7 Foto: Reprodução
Ofício da Conmebol divulgado na Colômbia manteve jogo entre Santa Fé e  Grêmio para dia 7
Foto: Reprodução

  • Direto de Porto Alegre

A Conmebol divulgou na segunda-feira as datas das partidas das oitavas de final da Copa Libertadores da América entre Grêmio e Santa Fe para os dias 1º de maio, em Porto Alegre, e 16 de maio, em Bogotá. A confirmação agradou à direção gremista que poderá utilizar força máxima também no Campeonato Gaúcho.
Porém, a notícia publicada nesta terça-feira na Colômbia pelo Terra dá conta de que o jogo de volta entre brasileiros e colombianos está confirmado para o dia 7 de maio, com o Santa Fé tendo recebido o anúncio das datas em um oficio enviado pela própria Conmebol.


“Vimos a notícia que saiu na Colômbia e fomos colher informações com pessoas ligadas a Conmebol que disseram que o jogo de volta será dia 16 de maio. Não recebemos nenhum oficio da Conmebol, mas está publicado no site oficial da entidade as datas para dia 1º de maio e 16 de maio, e nós estamos nos baseando nas informações do site oficial da Conmebol e das informações que recebemos da entidade”, disse Rui Costa, executivo de futebol do Grêmio.
Em caso de confirmação para o dia 7 de maio o jogo da volta contra o Santa Fé, a direção gremista vai colocar time reserva no Campeonato Gaúcho, priorizando a Libertadores da América. Existe a possibilidade de um clássico Gre-Nal no dia 5 de maio para decidir o titulo da Taça Farroupilha, segundo turno do Gaúcho - basta o Grêmio superar o Juventude e o Inter vencer o Veranópolis nas semifinais.
“Não tem como fazer uma logística tendo que jogar no dia 5 e ter que viajar logo em seguida para a Colômbia tendo que decidir o futuro na Libertadores. Todos sabem que a nossa prioridade é a Libertadores da América”, disse Marcos Chitolina, diretor de futebol do Grêmio.

*WWW.TERRA.COM.BR*

terça-feira, 23 de abril de 2013

FELIPÃO: " Não Estou aqui para agradar ninguém."


Na véspera do último teste antes da divulgação da lista de convocados para a Copa das Confederações, o amistoso contra o Chile, nesta quarta-feira, no Mineirão, Luiz Felipe Scolari falou sobre a dificuldade que terá para cortar jogadores testados que não disputarão o torneio.
O técnico disse que faltam algumas definições de nomes para a lista final e que o amistoso contra os chilenos será levado em conta.
"Vou agradar os 23 que serão convocados ,mas vou desagradar outros. Vou fazer o que for a medida que as coisas forem evoluindo. Não estou aqui para agradar ninguém", afirmou o treinador.
"Se eu agradar a mim, eu agrado ao público. Eu sou povo, sou bem diferente do que as pessoas imaginam", completou.
A lista final com os jogadores que disputarão a Copa das Confederações será divulgada no dia 14 de maio. O torneio começa no dia 15 de junho, contra o Japão, em Brasília. 

*UOL.COM.*

segunda-feira, 22 de abril de 2013

LAJEADENSE PODE SER VICE CAMPEÃO GAÚCHO.

O título de campeão do Interior rende uma polêmica maior do que o seu valor. A distinção vale apenas um prêmio de R$ 100 mil e não concede vaga em nenhuma competição nacional. Mas os caminhos para alcançá-la são tortuosos.
 
Em tese, o título vai para o clube (excetuando a dupla Gre-Nal) que fizer a maior pontuação na classificação geral — a soma das fases de grupo das Taças Piratini e Taça Farroupilha. Porém, se esse clube conquistar o Gauchão ou for vice-campeão, ficará impedido de levar a taça moral — que passaria para as mãos do próximo colocado.
Hoje, quem ocupa essa posição é o Lajeadense, já eliminado da Taça Farroupilha. Ou seja: em tese, o time de Lajeado é o campeão do Interior. Em tese, pois, na prática, ainda há muita água para rolar. Se o Inter for campeão da Taça Farroupilha, conquistando o Gauchão sem a necessidade da decisão, o Lajeadense será declarado o vice-campeão gaúcho (por ter feito a melhor campanha na classificação geral). Aí, o campeão do Interior seria o São Luiz.
O time de Ijuí, por sinal, vive uma situação curiosa: se eliminar o Grêmio nesta segunda-feira, depois o Juventude e, em uma eventual final com o Inter ou Veranópolis, perder de novo, ficará com os dois vice-campeonatos de turno, mas não com o vice-campeonato gaúcho — este ficará com o Lajeadense.
Se qualquer outro clube, sem ser o Inter, for campeão da Taça Farroupilha, levando a disputa do título do Gauchão para mais dois jogos, aí, sim, o Lajeadense será o campeão do Interior.
Vale salientar que é melhor para um clube ser vice-campeão gaúcho do que campeão do Interior — pelo menos no aspecto técnico. Apesar da premiação ser idêntica (R$ 100 mil para cada), o vice garante vagas na Copa do Brasil e na Série D, enquanto o campeão do Interior fica com um lugar apenas na competição nacional — mas não por ser campeão do Interior, e sim por ter ficado em terceiro no campeonato.
*clicrbs*

domingo, 21 de abril de 2013

BOMBEIROS NÃO LIBERARAM GINASIÃO E JOGO NÃO SAIU.

A falta do Álvara dos Bombeiros impediu
a realização do jogo Acle X Asif pelo
Estadual da Série Prata ontem à noite no
Ginásio Municipal de Esportes.

A falta da colocação da 3ª porta exigida pelos
Bombeiros  foi a causadora do rebu.

A informação foi dada pelos árbitros quando
do pagamento da taxa de arbitragem de que
o jogo não poderia ser realizado sem a
apresentação do laudo de Liberação do
Corpo de Bombeiros.

Como  o público de deixou mais de R$1.2oo
de renda já estava dentro do Ginásio, seria impossível
ou talvez nem tenha sido tentado que os torcedores
saíssem para que o jogo fosse efetuado com portões
fechados, tipo São Luiz jogou na Série Ouro.

Acredito que ninguém teria coragem de convidar o
 torcedor a ir embora numa altura destas.

Bem que a notícia de que o presidente Ale Chitolina
iria viajar e não estaria no jogo, trouxe uma certa
curiosidade de que algo de muito importante iria acontecer.

A Gente pensou, pensou , mas não esperava que
a situação seria essa.


Que Mico !

Com a palavra a Secretaria Municipal de Esportes e
o Presidente da Acle Sr.Alexandre Chitolina.

sábado, 20 de abril de 2013

HOJE TEM ACLE X ASIF DE IBIRUBÁ.

A Assif de Ibirubá atual líder da Série Prata com 2 vitórias
e 100% de aproveitamento no estadual, vem hoje à Cerro largo 
enfrentar a nossa ACLE com 0% de aproveitamento.

Para o time de Cerro largo é uma ótima oportunidade de
dar uma arrancada neste certame.

Os ingressos estabelecidos pelo Presidente Ale Chitolina
em R$6,oo prevê que  o Lucro da bilheteria após o pagamento
da Taxa de Arbitragem ,venha a ser distribuído entre os
atletas de nosso time.

É uma ótima iniciativa e esperamos que a torcida entenda
a situação atual da ACLE.

Aliás,esta situação esta incomodando muito dos sócios
fundadores que não estão gostando da maneira como
a entidade vem sendo conduzida.

Muito se fala que  muita coisa pode mudar a partir de
segunda feira.

Segundo informações o Presidente Chitolina não
estaria em Cerro Largo hoje à noite no jogo, em virtude de
viagem particular, o que sem dúvida também trás algumas
preocupações sobre o futuro do time.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

ZÉ ROBERTO GARANTE CLASSIFICAÇÃO DO GRÊMIO.


"Foi tipo rabo de arraia", diz Zé Roberto sobre gol no Chile

Meia do Grêmio destacou superação da equipe diante do Huachipato

Zé Roberto marcou o gol do Grêmio ainda no primeiro tempo<br /><b>Crédito: </b> Lucas Uebel / Grêmio FBPA / CP
Zé Roberto marcou o gol do Grêmio ainda no primeiro tempo
Crédito: Lucas Uebel / Grêmio FBPA / CP
Mais uma vez Zé Roberto foi o destaque do Grêmio na Libertadores. Nessa quinta-feira, o meia abriu o placar do jogo ainda no primeiro tempo. O tento foi o suficiente para garantir a classificação gremista na Libertadores diante do Huachipato. Em entrevista coletiva, ele explicou a manobra acrobática. "O gol foi tipo um rabo da arraia. Nem bicicleta, nem voleio", explicou. . "Foi muito bom ter marcado esse gol importante", acrescentou o camisa 10.

Para Zé Roberto, garantir a classificação frente ao Huachipato com o zagueiro Werley pulando em apenas uma perna, mostrou a atitude do grupo. "A superação hoje foi fundamental", definiu após o apito final, nessa quinta-feira.

De acordo com o meia gremista, o espírito de luta credencia o Tricolor Gaúcho. "A tradição nos dá direito e total condição de vencer na competição", frisou Zé Roberto.

O lado negativo, após os 90 minutos, é que o meia sabe que não poderá jogar contra o Santa Fe, no jogo de ida, na Arena. "Isso eu levo de triste, pois acabei ficando suspenso e não posso jogar o próximo jogo", reconheceu. "Mas demos mais um passo em direção ao objetivo", ponderou Zé Roberto. 

quinta-feira, 18 de abril de 2013

GRÊMIO JOGA SUA VIDA CONTRA HUACHIPATO.


Tricolor terá três volantes na decisão contra chilenos a partir das 22h

 Barcos é uma das esperanças de gol do Grêmio nesta noite<br /><b>Crédito: </b> Lucas Uebel / Grêmio FBPA / CP
Barcos é uma das esperanças de gol do Grêmio nesta noite
Crédito: Lucas Uebel / Grêmio FBPA / CP
O céu ou o inferno. A redenção ou a desgraça. Essas são as opções do Grêmio na noite desta quinta-feira no duelo contra o Huachipato pela Libertadores. Acostumado a viver no limite, o Tricolor decidirá às 22h a sobrevivência do sonho do tricampeonato no torneio. A partida, portanto, vale um semestre inteiro, talvez até todo 2013. O estádio CAP será o palco de um jogo tenso, que reunirá um gigante do futebol sul-americano contra um time que participa pela segunda vez da Libertadores. Um simples empate garantirá os gaúchos na fase eliminatória.

CORREIO DO POVO TRANSMITE A PARTIDA MINUTO A MINUTO A PARTIR DAS 22h

quarta-feira, 17 de abril de 2013

ACLE RECEBE O LÍDER DO ESTADUAL NO SÁBADO.

Último colocado na atual Série Prata,
a ACLE recebe neste próximo sábado
nada menos que a ASIF de Ibirubá, atual
líder do certame.

Após levar 6xo em Teutônia sábado passado,
nosso time vai procurar vencer este
jogo importantíssimo frente a ASIF.

Se dentro de quadra a coisa anda ruim
fora de quadra também a situação não é
nada animadora.

Que o diga o presidente Chitolina.


terça-feira, 16 de abril de 2013

INTER VOLTA A JOGAR EM CAXIAS.


“Região de Caxias já estava ficando nervosa”, afirma diretor do Inter

Régis Shiba vê possibilidade de jogos em Novo Hamburgo, mas se compromete com Centenário

Inter irá retornar ao Centenário contra o Lajeadense<br /><b>Crédito: </b> Mauro Schaefer / CP Memória
Inter irá retornar ao Centenário contra o Lajeadense
Crédito: Mauro Schaefer / CP Memória
O diretor de administração do Inter, Régis Shiba, garantiu que o Inter honrará o contrato com o Caxias, enviando jogos ao Estádio Centenário – o que os colorados só fizeram duas vezes neste Gauchão. “A região já estava ficando nervosa pelo Inter não jogar lá, mas estamos de volta novamente”, comentou ele, em entrevista à Rádio Guaíba nesta segunda-feira.

Apesar de reclamações de parte do grupo, alegando que o desgaste da viagem até a Serra é maior, o Inter volta a enviar partidas ao Estádio Centenário no próximo domingo, quando encara o Lajeadense pelas quartas de final da Taça Farroupilha. Shiba assegurou as boas relações: “É com muito bons olhos que vemos a novidade de voltar a Caxias do Sul”.

Na tentativa de ter um bom público, o Inter fará uma promoção de ingressos, de acordo com o dirigente. “Os valores devem ser divulgados nos próximos dias para atrair os torcedores da Serra”, afirmou. Em duas partidas como mandante, o Colorado atraiu cerca de 16 mil pessoas às arquibancadas do Centenário – 4,6 mil contra o Esportivo e 11,5 mil no Gre-Nal. O estádio comporta mais de 30 mil torcedores.

Novo Hamburgo com poucas chances

Régis Shiba, porém, admitiu a possibilidade de o Inter encaminhar jogos do Brasileirão a Novo Hamburgo. Desde que alguns requisitos sejam atendidos: “Esta possibilidade existe desde qeu o Estádio do Vale aumente a sua capacidade para 15 mil lugares”, disse. “O presidente Giovanni Luigi já foi bem enfático. O estádio não pode ser aumentado com arquibancadas móveis. Teria de ser uma arquibancada fixa e de concreto”, acrescentou ele. “E o Inter não vai investir nenhum centavo.”

Por causa da falta de estrutura no Vale dos Sinos, o dirigente ressaltou que, ao longo do ano, a casa do Inter deve ficar em Caxias do Sul. “Não há possibilidade de rescindir o contrato (com o Caxias). Este contrato vai até setembro e possivelmente irá renovar por mais alguns meses”, projetou.

*Correio povo*

segunda-feira, 15 de abril de 2013

AGORA O BICHO VAI PEGAR NO GAUCHÃO.

Inter enfrenta o Lajeadense; Grêmio pega o São Luiz: confira as decisões da rodada

Últimos jogos da fase de grupos rebaixaram Cerâmica, Santa Cruz e Canoas.


última rodada da fase de grupos foi emocionante. Mesmo sem vencer o Novo Hamburgo, o Grêmio ficou em primeiro no grupo. Como o Inter também ficou em primeiro, um eventual Gre-Nal só pode acontecer na decisão do turno.
O Lajeadense perdia para o Passo Fundo e ficava sem o título do Interior, mas empatou nos minutos finais e fica com a melhor pontuação entre as equipes de fora da Capital. O time de Lajeado só perde a condição de campeão do Interior se for campeão da Taça Farroupilha.
O Inter ficou com a melhor campanha na classificação geral e, se houver decisão do campeonato, terá o mando de campo na partida decisiva. Os rebaixados são Cerâmica, Santa Cruz e Canoas.
Veja como ficaram as definições da última rodada:
Classificados no Grupo A: Grêmio, Passo Fundo, Novo Hamburgo e Lajeadense
Classificados no Grupo B: Inter, Juventude, Veranópolis e São Luiz
Confrontos nas quartas de final:
Grêmio x São Luiz
Juventude x Novo Hamburgo
Passo Fundo x Veranópolis
Inter x Lajeadense
Melhor campanha geral: INTER

domingo, 14 de abril de 2013

DESPORTISTAS AGUARDAM COMPETIÇÕES.

Os desportistas cerrolarguenses aguardam
o tão falado calendário esportivo para 2013.

Por informações colhidas a primeira
competição seria um Municipal de SETE.

Cerro Largo estará participando a partir
de 28 de abril, da Primeira Taça Missões
de Wolley Masculino e Feminino num
total de 16 equipes.

sábado, 13 de abril de 2013

ACLE JOGA HOJE À NOITE EM TEUTÔNIA.

A equipe de ACLE/Mais Milk/Santoni Bebidas
joga logo mais à noite em Teutônia a partir das
20 horas em partida válida pela segunda rodada
da Série Prata 2013.

O Treinador Redêncio Welter espera um melhor
desempenho em quadra ,e uma vitória seria
a melhor maneira de buscar a reabilitação
nesta competição Estadual.

A Acle perdeu para Alvorada na estréia em 
casa no último sábado pelo placar de 4x3.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

JOGADORES DO INTER QUEREM JOGAR EM NH.


Inter não investirá em ampliação do estádio do Vale

Dirigentes concordaram com jogadores que reclamaram do desgaste das viagens

Inter não deve investir na ampliação do estádio do Vale<br /><b>Crédito: </b> Bruno Colombo / ECNH / CP Memória
Inter não deve investir na ampliação do estádio do Vale
Crédito: Bruno Colombo / ECNH / CP Memória

Os jogadores não se intimidam mais e, sempre que provocados, enumeram as razões que os fazem acreditar que jogar em Novo Hamburgo é melhor do que em Caxias do Sul. Os dirigentes de futebol concordam. E já convenceram até o presidente Giovanni Luigi da necessidade da troca. No entanto, não há tempo nem dinheiro para uma ampliação do estádio do Vale. "O Inter não vai bancar. Isso eu te afirmo. O clube já gastou para jogar em Caxias e não pode fazer novos investimentos", defende o vice-presidente de administração do Inter, José Alfredo Santos Amarante.

O diretor de futebol do Inter Marcelo Medeiros comentou o cansaço dos jogadores nas viagens que antecedem os jogos. "A rotina gera um desgaste que consideramos prejudicial', defende o 1º vice-presidente do Inter, Marcelo Medeiros, que também é diretor de futebol. Apesar disso, a chance de o Inter trocar Caxias por Novo Hamburgo durante o Brasileirão, que exige uma capacidade mínima de 15 mil lugares, é remota. Atualmente, o estádio pode receber aproximadamente 7 mil pessoas ou menos.

A possibilidade de aumentar a capacidade do estádio do Vale, porém, é estudada em Novo Hamburgo. A própria prefeitura, em conjunto com o clube, analisa quais seriam os investimentos necessários. "É claro que o Inter tem interesse em jogar em Novo Hamburgo, mas o tempo é o inimigo. Pelo que sei, não tem nem projeto para a ampliação", explica Amarante. Pelo jeito, os jogadores continuarão se lamentando. 

*matéria site correio do povo*

quinta-feira, 11 de abril de 2013

ESSE É O LUXEMBURGO.


Treinador acusa dois policiais federais de Santa Catarina de terem o importunado no intervalo do 0 a 0 com o Fluminense

Por Hector WerlangPorto Alegre
288 comentários
Entrevistas tinham terminado. A maioria dos jogadores havia deixado a Arena. Todo o pós-jogo entre Grêmio e Fluminense parecia ter acabado. Foi quando Vanderlei Luxemburgo afrontou convidados "debochados" da Conmebol e criou uma confusão na zona mista da Arena. Com dedo em riste, falando alto e pedindo providência, o treinador acusou dois policiais federais de Santa Catarina de terem o importunado no intervalo do 0 a 0 válido pela Libertadores, na noite desta quarta-feira.
Luxa ficou na porta do vestiário do Grêmio. Estava, conforme sua definição, dando "migué". Esperava a dupla. Ao vê-la, foi em sua direção. E, ainda segundo ele, os dois voltaram a rir de forma irônica antes de entrar no ônibus que levou funcionários da Conmebol.
- São caras da polícia. Eles ficaram rindo, debochando no fim do primeiro tempo. Por que eles estavam dentro do campo? Tinha muita gente que não deveria estar ali. Eram convidados da Conmebol. Debocharam, me atrapalharam. E, ao ir embora, entraram no veículo dos juízes. O Dário (Goes, vedor da Conmebol) sabem quem são. Tem de apurar - bradou Luxa.
Luxemburgo entrevista Grêmio Fluminense (Foto: Edgar Maciel de Sá)Luxemburgo reclama de convidados (Foto: Edgar Maciel de Sá)
Conforme relato de funcionários da Federação Gaúcha de Futebol, que pediram para não se identificar, a Conmebol tinha 22 convidados na partida. Destes, 17 assistiram ao jogo dos camarotes. E cinco, dentro do campo.
- Essas pessoas não têm responsabilidade nenhuma na partida. Riram o jogo todo e fizeram o mesmo na saída - finalizou o comandante.
Com o empate, o Grêmio não pode perder para o Huachipato, dia 18, no Chile, para avançar às oitavas de final do torneio sul-americano. Antes, no domingo, encara o Novo Hamburgo pelo Gauchão.
***globo.com***

quarta-feira, 10 de abril de 2013

PESQUISA MAIS POPULARES DO SUL DO BRASIL ( PR/SC/RS ).


Ranking dos clubes mais populares do Sul do Brasil:

1º Grêmio 18,9% 
2º Internacional 16,4%
 
3º Corinthians 10,3%
4º Flamengo 4,9%
 
5º São Paulo 4,6%
 
6º Palmeiras 4,5%
 
6º Atlético-PR 4,5%
 
8º Santos 2,9%
 
9º Avaí 2,4%
 
9º Coritiba 2,4%
 
10º Figueirense 2,2%
 
11º Vasco 1,5%
 
12º Criciúma 1,4%
 
13º Fluminense 1,0%
 
Outros clubes 3,9%
 
Nenhum clube 18,4%

*população acima de 16 anos*

LANCEPRESS!

*Essa diferença de 2,5 % o Inter tira na população de 0 à 16 anos* e passa a ser líder na pesquisa.

terça-feira, 9 de abril de 2013

TORCEDOR CHAMADO A EMPURRAR O GRÊMIO.


Grêmio publica vídeo especial para conclamar a torcida

Imagens de bastidores provocam gremistas a lotar Arena contra o Fluminense

Imagens de bastidores provocam gremistas a lotar Arena contra o Fluminense<br /><b>Crédito: </b> Reprodução / CP
Imagens de bastidores provocam gremistas a lotar Arena contra o Fluminense
Crédito: Reprodução / CP
O Grêmio divulgou nesta segunda-feira um clipe para convocar seu torcedor para o jogo decisivo da Libertadores, contra o Fluminense nesta quarta-feira. A compilação de imagens mostra tomadas de bastidores de partidas anteriores e da preparação dos atletas no Olímpico e na Arena.

O chamado principal é: "Estamos preparados, e tu?" Depois de mostrar Zé Roberto discursando para os companheiros com a mão no peito, o vídeo questiona. "Preparado para fazer a diferença?"

Uma vitória contra o Fluminense mantém o Tricolor Gaúcho na briga pela liderança do seu grupo, mas mesmo um empate pode ser um resultado útil. Somando dois pontos nas últimas duas rodadas o Grêmio garante classificação, no segundo lugar.

*Correio do Povo*

segunda-feira, 8 de abril de 2013

QUARTA E DOMINGO DE DEFINIÇÕES PARA DUPLA GRENAL.

Assisti ao quase parando do Grêmio frente ao Cerâmica 
no sábado à noite e vitória de 1x0 com um gol contra .

No domingo o Colorado em Veranópolis bem que
tentou mas não conseguiu nem empatar contra os
titulares poupados no meio de semana do VEC.

Uma derrota na hora certa . Assim como o tricolor,
os Colorados tem muito que acertar para conquistar
o Gauchão 2013.

Apesar da vaga já assegurada na decisão , o time
Dunga precisa render mais.

O do Luxa também, que está ameaçado de 
nadar, nadar e morrer na praia.

Uma catástrofe seria o Grêmio prematuramente
cair fora da Libertadores.

Os jogos de quarta e domingo serão os balizadores
para a reta final do gauchão.

domingo, 7 de abril de 2013

PÚBLICO APLAUDIU ATLETAS DA ACLE APESAR DA DERROTA.

O público presente ao Ginásio Roque Nedel ontem
à noite se rendeu a garra e luta dos atletas pratas da casa
na estréia da Acle ,mesmo perdendo por 4x3 para
o time de Alvorada.

Um excelente inicio de jogo e placar favorável de 2x0 e muita pressão,
além da perda de um tiro livre levaram o torcedor a acreditar
numa vitória de nosso time na estréia da Prata 2013.

Ao ter que usar as substituições nosso treinador Redêncio mostrou
ao público que temos sómente um quarteto de atletas e nos 
dias de hoje é impossível não mexer..

As mexidas em nosso time trouxeram prejuízo, enquanto
que as do time visitante trouxeram melhoras que
levou ao empate de 2x2 ainda no primeiro tempo.

Para complicar mais ainda, na volta para etapa final
nossa equipe levou o terceiro gol e teve que correr
atrás para empatar , o que foi obtido e dava pintas
que venceríamos o jogo.

Se enganamos. 
Levamos o quarto gol  pertinho do
final da partida, trazendo aquele desespero para
empatar o que não foi possível.

Não está de tudo ruim.
O caminho está correto.
O grande problema é que a torcida não tem paciência.

Se o torcedor tiver calma e continuar a prestigiar a
gurizada, poderemos durante a competição alcançar
um nível melhor de preparação e conjunto e 
aparecer melhor na tabela de classificação.

O reconhecimento do público através dos
aplausos no final da partida, servem como
incentivo para nosso atletas e diretoria,


sábado, 6 de abril de 2013

PRATAS DA CASA ESTRÉIAM HOJE NA SÉRIE PRATA.

A   equipe da  ACLE/MAIS MILK/SANTONI  
estréia hoje na Série Prata 2013, com um time
de pratas da casa a partir das 20 hrs no
ginasio Roque R. Nedel.

O novo treinador Redêncio Welter aproveitou
a semana para ajustar a equipe.

O ingresso para o jogo frente ao ALVORADA
é de apenas R$5,00 e todos os torcedores estão
sendo convocados a apoiar  a equipe.

sexta-feira, 5 de abril de 2013

SÃO PAULO SE COMPLICA NA LIBERTADORES.


O São Paulo vai precisar de uma combinação de sorte e competência para continuar na Taça Libertadores. A mesma competência que o time não teve para vencer um jogo que esteve em suas mãos. Sem Luis Fabiano, suspenso, Ganso, Aloísio e Osvaldo cansaram de perder gols. Uma infinidade. Rogério Ceni fez um com o pé direito machucado, mas falhou em outro, e o Tricolor perdeu por 2 a 1 para o Strongest, nesta quinta-feira, em La Paz. O vexame de ser eliminado na primeira fase está mais próximo.

Com a terceira derrota em cinco confrontos no Grupo 3, a equipe dirigida por Ney Franco deixa a zona de classificação e permanece com apenas quatro pontos. Para avançar, precisa vencer o líder Atlético-MG, dia 17, no Morumbi, e torcer por um tropeço do The Strongest diante do Arsenal, na Argentina. Os bolivianos estão com seis, em segundo. Há até a possibilidade de a vaga ser decidida por sorteio.

*globo.com*