CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER

CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER
Cerro Largo Futsal/Lojas Becker -Série Bronze 2017

terça-feira, 30 de abril de 2013

PUNIÇÃO A LUXA PODE SER DOPING GREMISTA.


"É nessas horas que o Grêmio cresce", diz diretor jurídico

Clube define suspensão de Luxemburgo como "grande surpresa" e vai recorrer

Clube define suspensão de Luxemburgo como grande surpresa e vai recorrer<br /><b>Crédito: </b> Pedro Revillion / CP memória
Clube define suspensão de Luxemburgo como grande surpresa e vai recorrer
Crédito: Pedro Revillion / CP memória
Informado oficialmente no fim da tarde desta segunda-feira sobre a rigorosa punição de seis jogos de punição mais multa de US$ 25 mil a Vanderlei Luxemburgo, cinco jogos mais US$ 10 mil ao zagueiro Douglas Grolli, e oito jogos mais 20 mil dólares ao auxílar técnico Emerson, o Grêmio vai recorrer.

Apesar da urgência do caso, o diretor jurídico do clube, Tiago Brunetto, usa um discurso otimista, evocando toda a tradição de superação de dificuldades do Grêmio: "É nesses momentos que o Grêmio cresce, contra tudo e contra todos".

Brunetto criticou a decisão da confederação. "Vemos como uma grande surpresa a punição da Conmebol, principalmente na comparação com as punições ao time chileno. O Grêmio recebeu agora à tarde essas punições e vai tomar as medidas necessárias para tentar reverter", afirmou o dirigente.

O dirigente alega que o time só se defendeu na confusão com o Huachipato, no Chile. "Nós vimos de onde partiram as agressões, os objetos lançados no campo, de quem eram os torcedores que estavam provocando. O Grêmio se comportou o tempo todo de forma defensiva, protegendo seus jogadores e comissão técnica.

O departamento jurídico do Grêmio se reúne na noite desta segunda para definir quais medidas serão adotadas. Em entrevista à Rádio Guaíba no início da noite, Brunetto ainda não sabia dizer se Luxemburgo poderá pelo menos comparecer ao estádio e assistir ao jogo das cabines. "É tudo muito recente, não cheguei a ter acesso à fundamentação das decisões. A princípio, não tem nada que o proíba de ter acesso ao estádio"

*Correio do Povo*

Nenhum comentário:

Postar um comentário