CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER

CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER
Cerro Largo Futsal/Lojas Becker -Série Bronze 2017

terça-feira, 25 de junho de 2013

A ORDEM DAS COISAS EM RELAÇÃO A ADRIANO.

A negociação frustrada do Inter com Adriano Imperador surpreendeu colorados na tarde de segunda-feira após o diretor de futebol Luís César Souto de Moura declarar que o clube estava se retirando do negócio com o ex-centroavante da Seleção Brasileira. Confira a cronologia da operação e os fatos que impediram o atacante de desembarcar no Salgado Filho:
Dia 12 de junho: Com contrato de produtividade e aval de Dunga, Inter inicia negociação com Adriano Imperador. A diretoria colorada iniciou uma série de conversas para apostar em Adriano. O vínculo seria curto: apenas seis meses. E o atacante receberia por produção.
Dia 13 de junho: Inter entra em contato com Adriano e aciona médico para examinar o jogador no Rio de Janeiro. Zero Hora descobriu que o Inter já havia conversado com Adriano por meio do médico e assessor de futebol Eduardo Hausen. Na surdina, a direção aproveitou a viagem para São Paulo, quando o Inter foi enfrentar a Portuguesa, dia 5 de junho, para ir até o Rio de Janeiro e conferir tudo o que os empresários haviam dito sobre o jogador. Atestaram que ele estava mais magro e focado em retornar ao protagonismo do futebol.
Dia 14 de junho: "Sempre foi uma honra trabalhar com Dunga", diz Adriano Imperador sobre o interesse do Inter. As negociações frustradas com Robinho e Luis Fabiano motivaram que tudo fosse feito às escondidas. O pensamento da direção era de não mexer com o imaginário do torcedor e despertar nova frustração aos colorados. Como a informação vazou, diretoria do Inter tratou de negar as tratativas.
Dia 15 de junho: Atlético-MG e Cruzeiro entram na briga por Adriano Imperador. Diretoria do Inter descobre que dupla mineira pediu informações sobre o atacante. A divergência a respeito da contratação de Adriano entre membros da comissão técnica e direção segue.
Dia 16 de junho: Dunga lava as mãos sobre a contratação de Adriano Imperador: "O clube tem que lutar por isso". O nome de Adriano Imperador segue na pauta, a negociação se mantém, mas a diretoria analisa outros nomes do mercado para a posição e meio-campo. Enquanto isso, o presidente Giovanni Luigi luta para não perder Fred para os ucranianos do Shakhtar Donetsk e deve anunciar oficialmente a venda de Rodrigo Moledo ao Metalist.
Dia 17 de junho:  Giovanni Luigi aceita Adriano Imperador e jogador será anunciado pelo Inter. Último empecilho para que a possível contratação e interesse viesse a público, Luigi disse sim à ideia de ter o Imperador no Beira-Rio. As arestas que faltavam para que o negócio tivesse um desfecho foram aparadas e o Inter monta um esquema para ir ao Rio e trazer o jogador.
Dia 19 de junho: Tite sobre Adriano Imperador: "Tentei ser carinhoso, amigo, pai e coronel". O fato de o Inter negociar com Adriano repercute no Brasil e no mundo. Jogadores voltam das férias de inverno e falam sobre a possível contratação.
Dia 21 de junho: Médico de Adriano e da Seleção, Runco atesta: "Ele não tem nenhuma lesão". Médicos que trataram da lesão no tendão de Aquiles de Adriano atestam: jogador está recuperado e tem todas as condições de voltar a atuar em alto nível.
Dia 24 de junho: Souto de Moura, sobre o Adriano Imperador: "O Inter se retira das negociações com Adriano". Para surpresa de todos, Inter descarta seguir a negociação com Imperador. O diretor médico Paulo Rabello e o fisiologista Luiz Crescente foram ao Rio e atestaram que o jogador não teria condições de jogar em alto nível no tempo que o clube necessitava.

Nenhum comentário:

Postar um comentário