CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER

CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER
Cerro Largo Futsal/Lojas Becker -Série Bronze 2017

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

GRÊMIO SE DESCONCENTRA E PERDE PARA CHAPECOENSE COM 10.

O técnico Roger Machado foi para a entrevista coletiva após a derrota para a Chapecoense ainda procurando entender os motivos que levaram o Grêmio a permitir a virada catarinense depois de ir para o intervalo com vantagem de 2 a 0. O treinador avaliou que o Tricolor teve uma das melhores atuações da temporada nos primeiros 45 minutos, mas que não soube reagir ao crescimento do adversário na etapa final.

“Ainda preciso entender os porquês. Assim como tento entender quando a gente ganha, preciso entender por que após o nosso primeiro tempo tão bom não conseguimos repetir no segundo tempo. O adversário se expôs mais e a gente não conseguiu usar isso para aproveitar no contra-ataque. Coloquei o Pedro, como tinha feito contra o Santos, chegamos a conseguir empurrar eles mais para o campo deles, mas vieram os gols. Tenho de entender e trabalhar para que isso não aconteça novamente”, disse Roger, que admitiu que faltou concentração para o Grêmio no segundo tempo.

“Nós fizemos talvez uma das melhores atuações nos primeiros 45 minutos do ano. A nossa proposta de jogo foi bem, fizemos o primeiro gol, o segundo para ter tranquilidade e fizemos um segundo tempo muito abaixo. O adversário empurrou os laterais para o nosso campo, trocou um volante por um jogador que chegou ao ataque mais vezes. Eles conseguiram a virada já no final com um homem a menos no campo. Foi abaixo tecnicamente e nós entramos sim um pouco desconcentrados na etapa final. Nos frustra por, após construir um resultado no primeiro tempo, permitir que o adversário desconstrua isso no segundo”, seguiu.

Roger Machado destacou que ainda tentou mudar o andamento da partida com Pedro Rocha e Mamute nos lugares de Bobô e Luan, mas lamentou que a equipe tenha sentido também emocionalmente o primeiro gol da Chapecoense.

“A gente não conseguiu fluir o nosso jogo. A Chapecoense neutralizou a nossa saída, o que fez com que devolvêssemos a bola para eles no segundo tempo. Pedro e Mamute entraram para tentarmos mudar o andamento do jogo. Naquele momento, o gol de penalidade levou o emocional do jogo para eles. Não conseguimos ter a mesma fluência do primeiro tempo, em parte pelos nossos erros e outra pelo adversário”, finalizou.

www.correiodopovo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário