CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER

CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER
Cerro Largo Futsal/Lojas Becker -Série Bronze 2017

terça-feira, 10 de julho de 2012

GRÊMIO E OS EXPERIENTES DO LUXA.

Desde que chegou ao Olímpico, técnico procurou trazer jogadores com quem já trabalhara e com currículo, como Zé Roberto e Fábio Aurélio

Por GLOBOESPORTE.COM Porto Alegre

Elano veste a camisa do Grêmio nesta terça-feira. É um gesto que será repetido pela 18ª vez no Grêmio nesta temporada. Por um bom 2012, a direção trouxe time e banco de reservas novos em folha. No entanto, desde a chegada de Vanderlei Luxemburgo, o perfil dos reforços se alterou. O acerto com o ex-santista referenda o pensamento do técnico, de atletas renomados, experientes e que já estiveram sob seu comando.

Dos sete contratados com o aval de Luxemburgo, os últimos três preenchem com louvor essas lacunas. São eles, além de Elano, Fábio Aurélio e Zé Roberto. Elano trabalhou com Luxa no Santos, mesmo caso de Zé Roberto. Já Fábio Aurélio foi convocado pelo técnico para a seleção olímpica, em 2000 (o lateral teve azar, lesionou o joelho e só volta em 2013). Todos têm mais de 30 anos e passagens importantes com a amarelinha.

- O Luxa me conhece. Fomos campeões juntos - recorda Elano, em referência ao Brasileirão de 2004, pelo Santos. - Tenho outros amigos, como o Kleber, o Gilberto Silva e o Gabriel. Cada um tem a sua característica. Sempre trabalhei em prol do grupo.

Grêmio já trouxe 18 nomes em 2012 - Sete com Luxa .

Antes da chegada de Luxemburgo, ocorrida no final de fevereiro, 11 jogadores haviam sido contratados. Os zagueiros Douglas Grolli, Pablo, Naldo e Sorondo; os volantes Léo Gago e Souza; os meias Marco Antonio e Felipe Nunes; e os atacantes Facundo Bertoglio, Kleber e Marcelo Moreno.

De renomada, apenas a dupla de ataque. E, em se tratando de experiência, somente Sorondo passava da casa dos 30 anos. O uruguaio rescindiu contrato após lesão no joelho.

Sem tanto cartaz e mais jovens, outros dois contratados na gestão de Luxa já estiveram sob seu comando. Pará, 26, no Santos, e Werley, 23, no Atlético-MG. Até as duas exceções, Rondinelly e Tony, que nunca foram treinados por Luxemburgo, atestaram que são admiradores do técnico e que a presença dele no Grêmio havia sido determinante para o acerto. O próprio Luxa não esconde que chega a dar telefonemas, empenhado no trabalho de convencer atletas a vestir tricolor.




Nenhum comentário:

Postar um comentário