CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER

CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER
Cerro Largo Futsal/Lojas Becker -Série Bronze 2017

quinta-feira, 24 de maio de 2012

BOCA FÊZ O CRIME NO FLU.

O sonho do primeiro título da Libertadores acabou para o Fluminense. E com requintes de crueldade. Santiago Silva, atacante que brigou com a bola durante a maior parte do jogo, igualou o placar aos 45 minutos do segundo tempo, selando o empate por 1 a 1 entre o Tricolor e o Boca Juniors. O gol do Flu - que levaria a decisão da vaga para os pênaltis - foi marcado por Thiago Carleto, logo no início da partida, em cobrança de falta, como sonhara seu pai. Machucados, Fred, Deco, Valencia e Diguinho - além de Carlinhos, suspenso - fizeram falta à equipe tricolor, que saiu de campo aplaudida pela torcida no Engenhão.


Thiago Neves, que lutou muito, mas esteve mal tecnicamente, lamentou a bobeada da equipe nos minutos finais:

- A torcida fez seu papel, faltou atenção no fim do jogo. Estão todos de parabéns pela luta - disse o camisa 7 à "Fox Sports".

No fim, o técnico Abel Braga foi ao gramado consolar cada um de seus jogadores. Alguns, como Anderson, foram para o vestiário chorando. O Boca, eliminado pelo Flu em 2008 na semifinal, dá o troco três anos depois, só que nas quartas. E com o resultado, o time xeneize segue invicto fora de casa na competição.

Tempo Real: saiba como foi a partida

O público pagante foi de 31.280 pessoas (36.276 presentes) - renda de R$ 1.628.740,00. Como havia vencido por 1 a 0 na Bombonera, o time argentino passa para a semifinal. Pela tabela, o adversário será o ganhador do confronto entre Universidad de Chile e Libertad-PAR. Caso o Vélez Sarsfield, no entanto, elimine o Santos, será o adversário do Boca. A medida da Conmebol é para evitar a final entre clubes do mesmo país.

www.globo.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário