CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER

CERRO LARGO FUTSAL/LOJAS BECKER
Cerro Largo Futsal/Lojas Becker -Série Bronze 2017

terça-feira, 2 de junho de 2015

BLATER RENUNCIA NA FIFA.

Platini apoia renúncia de Blatter: "Foi uma decisão corajosa e correta"
Presidente da Uefa, que surge como possível sucessor, falou sobre a surpreendente decisão do suíço
02/06/2015 - 14h43min
Foto: Michael Buholzer / AFP
Joseph Blatter surpreendeu o mundo ao entregar o cargo de presidente da Fifa e convocar novas eleições para o cargo. Michel Platini, presidente da Uefa, entidade que comanda o futebol na Europa, e principal opositor de Blatter, aplaudiu a decisão do mandatário.
— Foi uma decisão difícil, uma decisão corajosa, e a decisão correta — disse o dirigente.

Após as prisões de sete executivos da Fifa, na última quarta-feira, Platini pediu a Blatter que renunciasse ao cargo, mas, em um primeiro momento, o presidente manteve-se no posto e foi reeleito para o quinto mandato na última sexta.

Crítico ferrenho de Blatter, Platini apoiou a campanha do príncipe jordaniano Ali bin al-Hussein, derrotado pelo suíço na eleição realizada na última sexta-feira, no congresso da entidade.

Fifa admite transferência de US$ 10 milhões, mas nega envolvimento de Valcke
O suíço de 79 anos, que ocupa o cargo desde 1998, foi reeleito na última sexta-feira para um quinto mandato, mas não resistiu à pressão internacional, depois do terremoto que sacudiu a Fifa na quarta-feira, com a prisão de sete altos dirigentes.
O próprio Platini já tinha pedido sua renúncia na véspera da eleição.
— Eu pedi que renuncie, já é suficiente. 'Sepp' Blatter me escutou, mas disse que é muito tarde" — revelou o ex-craque francês na última quinta-feira.

Jérôme Valcke teria transferido US$ 10 milhões em propina, diz NY Times
Blatter explicou nesta terça-feira que pretende convocar um novo congresso da Fifa, para a eleição do seu sucessor, mas vai permanecer na frente da entidade durante todo o processo de transição.
O vice-presidente da federação jordaniana, Salah Sabra, revelou que o príncipe Ali será novamente candidato à eleição presidencial da Fifa, e está, inclusive, disposto a "assumir o cargo imediatamente se for solicitado".

www.zhclicrbs.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário